Páginas

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

A FUNDO

Tenho me escorrido por entre rachaduras do chão. Me deixado penetrar no centro de tudo. Ido bem fundo além do que qualquer um foi. Só pra sentir o calor... o fervor... do perigo. Só porque ninguém foi e ninguém viu. Só porque o novo me excita, me instiga, me impulsiona. Me faz viver.

-=Þëqµëñä Þö놡zä=-

3 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

Escorra vida por entre fendas do novo, do curioso, da excitação, viva!

Feliz 2009 minha querida florpoetiza.

lindos dias,
beijos

Kuriozza disse...

Que o seu 2009 seja cheio de poesia!

ps: O endereço antigo está desativado, mas nada que o Super Google não possa resolver ;)

=***

Rafael Cury disse...

Lindo. Como sempre. Beijão do leitor que tanto gosta das suas palavras.