Páginas

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

HÁ DE PESAR



Apesar de todos esses versos tristes e toda essa dor que me consome nem sem bem mais porquê.

Apesar de toda dor que adormece meu corpo e todo silêncio que grita em mim.

Apesar de todos os pesares que tento fugir de descobrir.

Eu sigo com aquela paz de quem se cala adiando o momento do estrago.

Apesar de tudo o que protejo já estar podre.




Até 2012!

Feliz ano novo!

5 comentários:

José María Souza Costa disse...

Não deixe e nem dê chance da tristeza mexer com voce
Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo Agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Se tiveres tuiter, e desejar, é só deixar que agente segue.
Um abraço e fique com DEUS.

http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Hélio Netho; disse...

ainda melhor quando a paz fica.
Feliz 2011, cheio e repleto de poesia.

Priscila Rôde disse...

Que o melhor aconteça!

Um feliz 2011 pra você e os seus!

Zombeteiros disse...

"Porque estou morto é que digo:o apodrecer é sublime e terrível. Há porém os que não apodrecem. Os que traem o único acontecimento maravilhoso de sua existência.."

Mikaele Tavares disse...

Ah, esses momentos triste nos arrasam..
Mas,com esses momentos nós pensamos na vida.

Mesmo que haja estrago, há uma saída.

BJs