Páginas

sexta-feira, 29 de julho de 2011

DESSES RESTOS



O sentido que quisemos criar pra tudo isso que tivemos foi o que estragou o tudo que poderia ter sido. Porque a gente poderia ter sido tanta coisa sabe? E quando a gente não dizia o que era, o que tinha sido, a gente era um pro outro exatamente o que precisava ser. Exatamente aquilo que criamos e imaginamos um do outro. Mas a gente teve que num certo caminhar traçar algumas linhas. E de tudo só restou saudade.

2 comentários:

Natália disse...

Será que mesmo sendo adultos, maduros e conscientes, nós não conseguiremos vencer essa mania infantil de complicar as coisas?


Beijo!

Carla disse...

Ah, eu sou mestra em exagerar nas palavras. Criar sentidos. Bagunçar tudo.