Páginas

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

SOBRE A MINHA INDIFERANÇA





Eu não sei dos meus vazios

Desses frios na barriga
Desses nós na minha garganta
Eu não sei dos meus incômodos e calafrios
E a minha indiferença a tudo isso é o que mais me fere

7 comentários:

Ígor Andrade disse...

Será? rs

(Comentei seu comentário lá. rs)

Camilla disse...

Não saber de sí e ser indiferente a isso dói...
Mas a indiferença é vontade de não ver...
E veja.

Lindo isso!

Tava com saudades daqui!

Um beijo enorme!
Ótimo final de semana!!!

Olha, agora to no Twitter tb: http://twitter.com/millaborges

Camilla disse...

Só para que se lembre... SSou a favricante de sonhos... rs

http://millaborges.blogspot.com/

Su disse...

Ser indiferente ao que sentimos, é adiar algo inevitável!

bjosss!!

Kika disse...

=(
Triste

Mikaele Tavares disse...

Amei o blog..
Estou seguindo...
Beijos

Kátia Ruivo disse...

Ser indiferente as vezes é uma boa saída...