Páginas

domingo, 22 de novembro de 2009

QUANDO VIRAMOS NÓS


Estranho jeito esse meu de me aproximar do teu corpo, da tua pele, do teu toque. Cada contato sinto meu corpo vibrar. Me afasto. Tenho ido perto demais num curto espaço de tempo. Eu não consigo chegar até você sem sempre buscar voltar ao ponto de partida. Nós dois me desconcerta. Me desarruma. Voltar é ter a segurança de que em algum lugar eu tenho o chão que você não me dá. A vida não é só feita de asas. A gente também precisa pousar.

5 comentários:

D. Q. M. disse...

"A gente também precisa pousar."

(suspiros) ESSE FINAL! (AINDA SUSPIRANDO).

Suas Palavras-de-corpo e poemas-de-corpo são de arrancar suspiros.

bjus!

.

Gisele disse...

orgulho dessa minha amiga.
escreve muito.
Cada palavra, cada vírgula.

Beijoca

disse...

Não se pode voar o tempo todo né?

Bjo

Su disse...

Uau... quanta intensidade!
Adorei!
"Tb precisamos pousar..." belíssimo!

Bjosss!!!

Lucas Lima disse...

muito bom, precisamos mesmo pousar, mas mesmo nessas horas bom é não estar com os pés no chão, rsrs
bons dias