Páginas

sábado, 13 de março de 2010

DO QUE INVENTAMOS


Antes fosse só saudade proclamada em verso. Da que inventamos pra suprimir a que está calada em nós. Fala nos versos que insistimos em dizer que inventamos. Invenção de vida vivida. Vivi o que inventei. Inventei de viver. Nas invenções da vida, sobrou até de inventar de sofrer.

7 comentários:

Priscila Rôde disse...

É, a consequência não vira invenção também! ;/


Beijo.

mais amor, por favor. disse...

"Vivi o que inventei."
Pra não deixar faltar em mim forçar e vontade de lutar ...
Adorei aqui, beijos :*

Fabricante de Sonhos disse...

Ahhh pequena...
Antes fosse só essa saudades.
E essa saudade fosse simples...
E o simples coubesse em nós...

Como sempre, vc encanta, sabia?
Sou sua fã! Vc sabe disso!
Tenha uma ótima semana!
Beijokas!
www.twitter.com/millaborges

Mikaele Tavares disse...

E que coisas belas vc inventou..

Gostei..

Beijos

(marta selva) disse...

moça, acho incrivel como tu tens crescido literariamente, serio, eu venho aqui e me surpreendo em como tu estas dominando cada vez mais as letras.

saudade de vir por aqui
...ta vendo? nunca sumo por completo ^^


;*

Sylvia Araujo disse...

E das invenções eu faço estrada, dessas de vida, bem viva - inventada!
E um 'cado de sofrimento também sempre vem, mas esse, eu desinvento.

Ai que delícia tudo isso aqui.

Beijoca-giga pra você

melilly disse...

E dentre as suas muitas invenções inventou-se um riso!
Um riso tão seu, que se torna tão nosso quando escutamos... que quase nos faz crer que a vida é plenamente bela.
Você é ótima Gi!
Beijo!