Páginas

quarta-feira, 4 de março de 2009

DA VONTADE DE ESCREVER


Me bateu essa louca vontade de escrever. Sem traço, sem jeito, sem nexo. Sem sei lá o quê, que ando procurando. Nem na escrita tenho encontrado minhas respostas.

-=Þëqµëñä Þö놡zä=-

13 comentários:

Monday disse...

então, faça como o rio, que sabendo ou não, segue em sua correnteza de montante à juzante ...

Davi disse...

Adoro textos que se preocupam com o escrever, dessa vontade que dá que nem fome, uma vontade feito sede, uma necessidade e liberdade simultâneas. O seu 'sei lá o quê' explica bem como isso é!
:)

Maria Fernanda disse...

Por que quando a gente está sufocado de interrogações, escrevemos?

(marta selva) disse...

entao escreve escreve escreve e escreve.
q uma hr as linhas vao se juntando e as letras vao se agrupando e a ordem vai voltando aos versos.
;*

Maria Inácia Bellico disse...

Escrevemos em busca de respostas, mas chega certos momentos que nem escrevendo conseguimos saciar esta sede de saber ou pelo menos tentar descobrir o nosso verdadeiro eu.

Bjim*

Post bem criativo.

O Profeta disse...

És madeira verde
Ou apenas mulher perdida
Testemunha de berço feito de penas
Arca perdida da dor contida

Tudo isto é universo
Em límpida poça de água
Onde as conchas têm a forma de coração
Onde o sal afasta a mágoa

A ti que és minha amiga especial
convido-te a partilhar comigo o “sítio das conchas azuis”




Beijo azul

Marcelo disse...

Chamo isso de "psicografia de mim mesmo".
Quando me dá esseses desejos eu deixo minha alma ditar e eu apeas escrevo sem sequer saber o que de fato estou fazendo,rs.

Beijos

Isabele ♪ disse...

Escrever é minha melhor terapia. Mesmo quando o traço não sai...

Su disse...

é sempre bom escrever... hummm... muito bom... a gente mergulha num mundo só nosso!

Bjosss!!!

Kuriozza disse...

Escrever é uma das suas armas para enfrentar os desafios do caminho. Isso é sinal também que vem muitos textos bons por ai =)

Bjão!

willa Albuquerque disse...

As vezes acontece isso comigo também! xD

Beijos!

Boo disse...

'nem na escrita'.
isso dá-nos uma dimensão do que a escrita te representa..

mateo disse...

Estamos sempre nas nossas palavras escritas. Nem sei distinguir quando memória quando fantasia.
Bj.