Páginas

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

BYE BYE, BABY


É porque você simplesmente não vai e não fica. Permanece nesse lugar de transições. No entre de nada e coisa alguma e ainda acha que habitar esse espaço lhe dá total vantagem no jogo. Sinto lhe dizer que eu já peguei estrada faz tempo. E me levei como companhia. Parei de deixar e achar seus aprisionamentos interessantes ao meu modo de sempre querer ficar e nunca partir.

3 comentários:

João Lenjob disse...

Estou borbulhando poeticamente. Adorei seu blog. Aguardo você no meu.

João Lenjob
http://lenjob.blogspot.com

Alquimia
João Lenjob

Eu tentei fazer-te bem
Fiz-te o universo colorido de versos
E tantas canções como uma magia
Brinquedo de fé e toda alquimia
E vontade era que aceitasses tudo.

Porém, me deixaste no escuro
Com o triste sentimento maduro
Atrás do coração que pensei que era puro
E era a tristeza em riste
Sem aceitação de carinho ou palpite.

Eu queria um comportamento adequado
Com o sorriso felizmente estrelado
Que tua presença fosse sempre constante
Agradecida de pelo menos, minha tentativa
De fazer-te bem, embora não consiga.

Naia Mello disse...

Então a gente se toca finalmente. E pega justamente o mesmo trem que o desgraçado pegava.

Hélio Netho; disse...

e quando dobrar a oitava esquina olha para traz, vai notar que nem mesmo a sombra lhe persegue mais >>