Páginas

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

(SEN)tido












Mas que sentido quero dar? Eu não quero dar é sentido nenhum. To deixando vir. Deixando brotar. Sentido sei não. Não sei sentir. Sente quem tem tempo pra parar. Eu tenho pressa. Corro sem firmar os pés no chão.

Um comentário:

Tássio Ventorin disse...

basta apenas respirar...