Páginas

quarta-feira, 13 de maio de 2009

DESAPEGO


Já vi que é inútil abalar você com a minha ausência e desdém. Essa minha necessidade de ser necessária a alguém está me dando nos nervos. E perceber que realmente eu não te faço falta me faz pensar até que ponto você faz falta a mim. Se não foi ilusão toda a relação que criei de nós dois. E dos vazios que hoje temos entre nós não tenho certeza do que realmente quero que os preencha. Talvez o melhor caminho seja cada um pegar a sua estrada, que podem um dia se esbarrar. Só o tempo irá dizer. Mas sinceramente não viverei vendo cada milésimo de segundo passar.

-=Þëqµëñä Þö놡zä=-

4 comentários:

Pedro Pan disse...

, oh! como é difícil as vezes estes desapegos...
, abraços meus.

Fabricante de Sonhos disse...

Uau!
Arrasou!
As vezes é preciso abrir mão de alguém ou de um sentimento para encontrarmos sentido no amor de verdade.
Jogos e truques não funcionam... O coração é esse que berra dentro de vc.
As vezes, o melhor a fazer é amordaçá-lo e deixa-lo dormir...
Não lembrar... Esquecer... Desapegar...

Adorei o post! Está lindamente escrito!


Beijo meu...
Fabricante

Vinny disse...

Se dar mais o valor e correr atrás de quem realmente se importa. O peito aperta menos se vivermos assim =D

juddysunshine disse...

Cacete! Acho que quando li isso não dei a devida atenção!
Que foooooda!
Pode dizer, esse vc pensou em mim!
hahahahhaha
To assim nesse exato momento!
beijos Beijos