Páginas

sexta-feira, 1 de maio de 2009

SOBRE LIXOS ALHEIOS

Foto: Rogério Felício

Você abre a boca e só sai merda, esgoto, bosta, cocô.
E hoje, eu estou sem saco para recolher seu lixo.

-=Þëqµëñä Þö놡zä=-

8 comentários:

Davi disse...

esses dias 'sem saco' atrai pessoas que espalham lixo e mais lixo por aí, rsrs.

que intensidade esse poema, belo, apesar de dizerem que essas palavras são fortes; mas sabemos que todo mundo, na alcova, faz coisas piores, rs.

beijos!

Monday disse...

literalmente ... ótima analogia essa ... rsss

Maria Inácia Bellico disse...

Adorei! Pura verdade. . .

Bjim*

Ígor Andrade disse...

Ando (não)recolhendo lixo todo dia. rs
Abraço!

Fabricante de Sonhos disse...

Nada como a sinceridade e a verdade nua, crua, limpa!

Evacuando os sentimentos...

A-do-rei!

Beijo meu!

Ótimo final de semana!

Fabricante...

Judith disse...

Tá bom! Desculpa aê... num falo mais nada

Estêvão dos Anjos disse...

Li algunss lá em cima mas esse mechamou mais a atenção, curto, sintético, mas com um sentido bastante forte...

P.S. Obg pelo comentário lá no meu blog, estou add ok?
bj

Alê Quites disse...

Eu conheço a modelo! É a linda Mônica do http://www.finaflormonicamontone.com/

BeijOS