Páginas

sábado, 24 de abril de 2010

DOS MEUS CACOS


O barulho de garrafas se chocando me (in)comoda em demasia.
Deixa parado então.
Não quero choque. Quero sossego.
Se chocar e quebrar? Eu não vou saber o que fazer com os cacos.
Não quero cacos além dos cacos meus que ninguém quer nem eu.


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------


Ao menos quando algumas coisas já estão em cacos a gente junta.
Agora quando ainda tem que se tomar a decisão de se atirar do alto pra se estraçalhar...
Paro.
Penso.
Não consigo.
Ainda
(...)

Um comentário:

Mariana Amorim disse...

Vejo os cacos como rastros de um passado que deixei para trás.
P.S: Nossa moro em VV tb. Mas q blogesfera pequena nesse mundo de Deus.
haha
bjs