Páginas

domingo, 19 de abril de 2009

QUANDO CONHECI MAIS DE MIM

Eu não posso ser o que você quer que eu seja, então me deixe respirar só. Eu não posso ser pra você o que você quer de mim. O meu melhor é aquilo que pude te mostrar. É o que sou hoje e você parece nem ligar. Isso que sou é o como eu sei ser. Tentei mudar, mas a mudança não fez de mim alguém melhor. Não me reconhecia em mim. Não precisa ficar com o que hoje sou. Não precisa gostar de mim assim como estou. Mas de verdade eu estou bem comigo assim, e se você não está isso já não é mais tão importante. Consegui encontrar algo dentro de mim que é só meu e que pode viver sem você por perto. Parte disso me faz ser melhor do que quando estou com você, por isso não tenho mais tanta certeza sobre nós. E se for pra voltar será do meu jeito. Sem regras impostas e sem cronogramas a seguir. Amores não marcam horas na agenda.

-=Þëqµëñä Þö놡zä=-

3 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

e assim deve ser.

ponto final.

beijinho

*borboleta disse...

a gente se encontra, a gente se perde... tudo vai e vem, só as horas que não voltam atrás...

Ígor Andrade disse...

Seja você, sem pontos finais...
Abraço!