Páginas

sábado, 31 de julho de 2010

DA TUA IMAGEM [2]


Sabe quando a gente descobre uma coisa da pessoa e a imagem dela se despedaça na nossa frente e não cria outra forma?
Você se esfacelou bem na minha frente. E eu preciso de espaço pra recompor algo novo.
Não sei qual lugar você vai passar a ocupar na minha cabeceira.






"Mesmo assim eu não esquecia dele. Em parte porque seria impossível esquecê-lo, em parte também, principalmente, porque não desejava isso.
É verdade, eu o amava."
(Caio Fernando Abreu)

Um comentário:

Hélio Netho; disse...

Esse é o grande problema das pessoas que constroem personagens. Quando eles são desfeitos o que fica pode não agradar.