Páginas

sábado, 31 de julho de 2010

FACE SEM ROSTO



Sabe quando você não consegue nem falar sobre?
Como se falar tornasse aquilo mais real do que já é...
E você ainda não sabe que forma esse real pode tomar e tem tanto medo.
Medo que te aprisiona no nada.
Numa face sem rosto.

2 comentários:

mais amor, por favor. disse...

Uma face desconhecida que vai nos prendendo, nos fazendo ficar, nos aprofundar, e não conseguir sair. É gostar do desconhecido, é querer ficar.

Como sempre, acho que não preciso mais dizer o quanto gosto do teu canto, né? UHASHAS
Beijo grande!

Powah Kyotto disse...

Sim, Sei.

Adorei seu blog.
^^