Páginas

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Versos Fragmentados



“Não quero deixar passar tudo de novo. Como pode ser? Como é possível que não fiz nada? Há vinte e cinco anos que me pergunto e há vinte e cinco anos que respondo a mim mesmo: foi outra vida, já passou. Não pergunte, não pense. Não foi outra vida, foi esta. É esta. Agora que entendi tudo, como se faz para viver uma vida vazia? Como se faz para viver uma vida cheia de “nada”?”

Fala de Benjamin Espósito no filme "O segredo de seus olhos"

7 comentários:

Hélio Netho; disse...

As vezes vivemos ilusões...

Priscila Rôde disse...

Um vida cheia de "nada" é por não querer viver isso que tanto luto, que tanto escrevo..

Lindo.

Celso Andrade disse...

Me vi inteiro ai...

vi o filme pela metade, ptreciso terminar.

beijo

Celso

Felicidade Clandestina disse...

são tantas coisas deixadas para trás...




quero tanto assistir este filme.
perdi de assistir no cinema, e agora não sei onde encontro.





um beijo dona moça =]

Jones Giovanella disse...

Não estou preparado para escrever sobre este filme, de nada sei sobre ele. Mas estou cheio de expectativas. Em breve assistirei ;D

Na verdade, hoje, estou querendo escrever mas sem saber o que dizer e foi assim que conduzi a minha reflexão, em meu blog.

Bom, é isso, até mais.

Beijos.

D. Q. M. disse...

Perguntas sm resposta são as mais interessantes, não sei porque, mas se eu soubesse estaria me contradizendo.


"E a vida? E a vida o que é meu irmão?" (Gonzaguinha)

Bjus!

Mikaele Tavares disse...

Nossa.. Que questionamento, profundo! O filme deve ser legal, acho que já me falaram deste filme,mas não me lembro bem.

Ah, acabei de estreiar um quadro lá no blog. Se puder dar uma conferida e deixar seu Pitaco, eu agradeço.

Beijos