Páginas

quarta-feira, 21 de julho de 2010

DE QUANDO NOS ESCONDEMOS

É de aconchego que falo. De um canto pra recostar a cabeça sem medo de mostrar que eu preciso. Eu não queria ter medo de dizer que preciso de você. Mas essa coisa de precisar me faz me sentir tão frágil. Tão em pedaços. Tão cheia de buracos. Eu sempre escondi todas as minhas fraquezas e eu queria de verdade mostrá-las pra você, se você quiser. Mas entende? você tem que querer também. Enquanto eu não sentir que você também quer é como se a parte minha que te quer ficasse brecada nesse muro. Nesse muro que não me deixa ver além do que as coisas que estão expostas no varal. E tem tão pouco. Mas o que tem no varal também esconde o que está atrás dele. Então talvez seja hora de tirar o varal, quebrar o muro e me deixar chegar até aí. Chega de brigarmos pra decidir quem é dono do muro e quem tem o direito de quebrá-lo. Eu quero invadir seu mundo. Eu quero que você faça parte do meu mundo. Eu não quero mais brincar de tiro ao alvo. De uns tempos pra cá tenho sentido que o alvo é sempre eu. Ás vezes também me sinto o tiro que invade e bate contra o muro. Tiro que erra o alvo. Mas quase nunca me sinto como aquele por trás do tiro. Aquele que aperta o gatilho. Eu queria dominar o jogo de vez em quando. Mas eu perdi o controle sobre mim quando te descobri parte do que sou.

2 comentários:

Patrícia Lara disse...

Olá, Poetiza!

Que belo texto!
É incrível como, quando amamos alguém, não queremos que o outro saiba das nossas fraquezas e dos nossos defeitos, né? E com o tempo essas coisas vão surgindo naturalmente, pela confiança que vamos construindo ao lado desse alguém. O ruim é quando achamos que podemos nos mostrar por inteiro e nos entregamos... para, então, descobrirmos que o outro não estava pronto para "nos receber" assim, por completo. Ficamos sem chão...

Seu texto me fez refletir sobre alguns acontecimentos da minha vida... (desculpe se falei demais!) rs

Abraço,
Patrícia Lara

Pensamento e Fumaça disse...

Olá Flor!!

Que texto lindo...como sempre você colocando em palavras sentimentos tão confusos e complicados....

Adoorooo estar aqui!1

Um beijo e não esqueça de passar lá pelo Pensamento,...ele sente saudades!

Um carinho!
Mell